terça-feira, 1 de junho de 2010

Olhos Fugazes

Teu Olhos eu não me deixo perder neles,
por mais que eu queira
ou melhor por mais que eu dê o primeiro passo
para a viagem bela que eles me mostram.
Porque nos vemos nesse ar diferente
com olhares e paredes de faca
ou estamos em passos curtos e rápidos
em meio a todo o contra-tempo que
não me deixou ao seu tempo.
Teus olhos eu os vejo como clarões,
como uma estrela cadente: Lindo, memorável
mas que em questão de segundos fogem dos meus olhos.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

[Re]encontro

Conhecer alguém e sentir que já lhe parece
tão amigável quanto seus velhos amigos.
E ver que quando você olhar ela, e ela olha nos seus olhos
de volta, surge na sua mente pequenos flashs de coisas
boas que lhe aconteceram.E o som da gargalhada dela
soa como as mais belas canções ouvidas por voçê,
apesar de não conhece-la totalmente, isso acontece
quando a alma é especial, é incrível
como sabe(inconscientemente ou não)
ser parar mim um mistério
e a mais achegada ao mesmo tempo.

domingo, 16 de maio de 2010

Tenho uma coisa comigo de pensar
que segunda é o dia de matar a saudade...
Mas como matar a saudade só olhando?!
Pois é...não é tão cessante,
por isso a cada minuto olhando,
a cada dilatar do meu olhar
sinto é que como aquele abraço
apertado que eu queria te dar.
E se eles brilham é o meu riso puro, íntimo,
e se não param de te olhar é
apenas tentando lhe tocar.
Minhas expressões faciais de toda segunda-feira
são parecidas com as de sexta-feira:
Saudade que quase acaba,
Saudade que sempre chega.A verdade é que
não tem dia pra sentir saudade,
tem saudade pra sentir a cada dia
que vem e parte.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

T.O.C Toc Toc

Eu já me toquei que tenho um t.o.c.
Meu t.o.c é de estar
com um pé no chão sempre
que a felicidade
faz 'toc toc' na minha porta
dizendo para eu pular
de alegria.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Reciprocidade

-E eu desejo tanto que essas palavras que me escreveu
trocassem de lugar
e fosse a mensagem que
eu estava a esperar,
mas tudo bem.

- Sabe...dormir é um bom passatempo
pra quem é ansiosa por cada segundo que está por vir!

-É...ele passa e eu vou está ansiosa
dentro dos meus sonhos...
e ainda tendo aquela ilusão sonhada.

-Ilusão sonhada?!

- É! tudo o que não acontece no real, vai desembocar no meu sonho.

-Hum...

-Meu sonho! meu mundo de sonhos!
ah! sei lá, esse mundo sempre pertenceu mais a mim do que esse mundo real aqui.


-Posso deduzir que vc vive no 'mundo da lua'?!

-Não é bem isso, esse 'mundo da lua', é só um pequeno refúgio por causa de todo esse frágil estrume mundo de fora.

-Por que vc coloca tanto pra baixo esse mundo que vc está agora?!

-Deve ser reciprocidade...
É, é isso! reciprocidade!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Novo Interesse

No profundo foco do coração
vc sabe que agora
seria imprescindível achar a sua cara
em outra cara,
achar o seu braço
em outro abraço,
e não gastar sua
saliva so deixando-a em copos,
que seria indispensável fazer seus pés
acharem as pegadas
que vão te levar pra melhor
estrada,
por que toda essa rotina
que vem acontecendo
não está no seu amanhã.

domingo, 4 de abril de 2010

Discreta Verdade

Não sei se o que penso é o que todos estão também vendo,
mas ela está sutilmente linda! vai ver é toda minha saudade
que está invadindo meus olhos e assim contribuindo
para essa intensa verdade.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Desafogadamente

Respirou reflexões do passado não totalmente passado
e falou : Felicidade, só te abro a porta a meio trinco porque
sempre viestes encheste-me de tanta vida
com apenas alguns segundos de chegada,

mas logo sempre fostes embora com tanta rapidez
que nem tempo de lhe retribuir um café
eu pude.Se for pra repetir é melhor ficar aí!
Pra falar verdade mesmo, desejo que
venhas me ver com mais frequência
e que não penses em ir embora tão cedo,

toma o café ao menos.
E com mais precisão do que sentira até ali terminou:
Quando vieres trazes toda sua bagagem
e acabes morando aqui,

claro que vamos ter visitas incômodas,
mas mesmo assim

não saias daqui,
vamos deixar que os outros sejam as visitas,
breve visitas.

Deixa-nos virar uma vida.
Habite em mim, saboreie cada canto meu.
Ache-se no meu eu.

terça-feira, 2 de março de 2010

No Lado Esquerdo

Talvez os sentimentos tenham se tornado como a água: sem cor, sem sabor, sem especial cheiro, e mesmo eu não querendo eu irei precisar para viver.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Avelhentada

O pior é o cansaço.As coisas já não tem mais traço de vida,
o corpo perdeu aquela energia ativa, os pés só querem colar ao mesmo chão,
olhos não tão arregalados, o ar mais pesado pra respirar.
Talvez isso proveio do ego mal mado, do algo mal amado ou
do não amado, junto com uma carência incontrolável
que foi procurada para cessar mas os seres se puseram como
não habilitados ou por distraídos,
e nos olhos alusões como: tudo está bem por aí.
Minha chama fatigada creio que esteja se esvaindo, sinto os ossos mais frios
que o olhar,
é...
sempre resta algo na íris por imperceptível que seja, mas desta

vez ela não é mais a mesma.
Todos os meus sentidos querem hibernar dentro de um baú
sem nada esperar, e quem sabe uma dia acordar e dizer:
Era uma quase vida.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ditos Sucessivos

Em um site qualquer uma pergunta com direito
a uma caixinha para marcação: Lembrar meus dados??[ ]
e logo me veio a mente como seria bom se
meu cerébro fizesse a mesma coisa todos os dias comigo
antes de fechar os olhos sobre um travesseiro amassado,
ou assim que acordar após ter um sonho frustrante.
Mas também por outro lado não...
todo dia se aprende mesmo que seja pouco...
seria legal apagar só os dados que me faz mal...
mas eu não sou máquina sou humana...
no desconforto também encontro esperança
é preciso se adaptar
a qualquer ambiente, a pessoas e seu mundo...
sem esconder nem apagar nada do meu mundo.
Muitas e grandes são as quedas mas maiores ainda são as elevações.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Frágeis Folias

Estou aqui seca, o que tenta
me preencher
são frágeis folias
que logo somem...
Eu alucinei pelo mais...
Desencandiei o menos.
Não tem porto
e se tem,

não há âncora.

;;