sábado, 30 de agosto de 2008


Deixa assim como estar deixa ver qual é a do mar...
Ei...
Vá...
E me diz da noite em que fui feliz... sem saber o que era amar
Deixa virar como estar deixa ser aquela onda do mar...
Ei...
Não vá...
Me fala do dia em que não me perdi em que nos vimos mais próximos e distantes em nós
Vive em mim e morre em ti...
Eu...
Fui só...
vc me olhar como recordar aquele antigo brilho de mais imaginar...
então
Deixa pensar...
Deixa fincar...
e é só voltar e sentir nosso mar...
e é só voltar e sentir nosso mar...
A gente viver...
E nos refazer...


Saudade da felicidade
do tempo de contar as horas
de ansiar pelo momento mágico
de querer parar o tempo
vontade de não querer mudar de lugar
de tentar ficar sempre por perto
de sonhar com o que mais senti
de se alegrar por escutar: eu vou estar aqui.
de ler e reler aquelas mensagens
de brincar de caça palavras
de sorrir ao ver que amanheceu
vontade de querer dormir junto
de abraçar e não querer soltar
de beijar e por ser o último pedir bis
de cantar a música e pensar: como foi bom o dia.
de tocar violão e olhar nos olhos
vontade de querer se teletransportar
de sentir que o mundo é perfeito
vontade de viajar nos braços e carinhos
vontade de alma com alma coração com coração
de gritar pra todo mundo que sinto
de comemorar todo dia
enfim saudade de felicidade.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Sala Sem Aula...


Hoje ela falava, falava e eu voava...
Meus pensamentos mais inquietantes me afloravam. Minha mente bem aberta viajava pelo subcosciente do meu mundo onde procurava o real e explorava o irreal encontrado junto a imaginação que conseqüente me trazia de volta à aquela sala.

sábado, 16 de agosto de 2008

Descoberta.

Nós sempre pensamos que não vamos conseguir mas é por pensar em não conseguir que acabamos vendo em tudo que mais uma vez passou, e quando estamos fracos é quando mais provamos e sentimos o gosto de ser forte e que a vida haverá sempre esses tempos infenso para além dali vermos o nosso tempo mais bem-sucessido que o da volta por cima. Todo dia temos o inexplorável dentro de nós os anos, meses, dias, horas vão passando e vamos registrando o que aprendemos com nós mesmo e o que levamos para eternidade de próximos. E vc chega a se indagar: Eu não sei quem sou eu...(?) e eu digo: não sabes?! como existem várias e vários até felinos e caninos que sentem sua falta por estares ausente, e que ficam felizes de verem,falarem,ou estar perto de vc?! Não achas que isso já um significado grande para saber que tens um sentido de estar e ser amavél...(?!!) E logo amavél que provêem da qualidade mais perfeita que é o Amor.

;;